Cabo de vela Volkswagen Kombi - Cabos para veículos

Ord.Ordenarde A-Zde Z-Apelo menor preçopelo maior preçopelos mais relevantes


VOLKSWAGEN


Como contribuiu para a expansão do setor automotivo brasileiro

O consumidor está cada vez mais exigente em relação aos produtos e serviços oferecidos pelas empresas. Quando o assunto é adquirir um carro novo, isso não é diferente. A Volkswagen do Brasil sabe disso e e investe em um relacionamento mais próximo e humanizado com seus clientes.

Os desafios impostos pelo trânsito, pelas condições climáticas e pelas ruas fizeram que com a esta montadora de carros investisse no desenvolvimento de veículos modernos que oferecessem conforto, usabilidade e tecnologia de ponta, a serviço das necessidades dos seus clientes.

A partir do olhar focado no presente, mas sempre vislumbrando o futuro, a Volkswagen do Brasil se destaca como uma fabricante de carros visionária, sustentável e moderna.


KOMBI


Um automóvel que conquistou gerações ao redor do mundo

Em mais de 60 anos em que esteve em produção, a Kombi, veículo da montadora alemã Volkswagen, ganhou o mundo, tornando-se um automóvel multiuso.

Tudo começou em Wolfsburg, na Alemanha, quando o oficial inglês das forças de ocupação, Major Ivan Hirst, o engenheiro alemão, Alfred Haessner, e o holandês dono de uma concessionária, Ben Pon, resolveram trabalhar juntos no projeto de um automóvel.

Na medida em que os esboços produzidos por Ben Pon evoluíam, logo a Kombi ganhava seus primeiros contornos, oficializados no final da década de 1940 quando o Major Hirst, então no comando da montadora, autorizou a produção do primeiro modelo do furgão de carga.

Era um projeto audacioso para a época, levando em consideração os materiais e os processos disponíveis. Apesar das limitações, a perua Kombi conquistou o seu espaço nas ruas e nos corações de todos os entusiastas de veículos.

Inicialmente, ainda nos primeiros anos da década de 1950, na Europa, a Kombi furgão, foi lançada em três versões: a Kastenwagen (furgão), Kleinbus ou Microbus, com bancos fixo e projetado para o transporte de passageiros, e a Kombi, a mais versátil de todas, pois contava com bancos removíveis que permitiam a variação entre carga e passageiros.

O futuro era promissor para o veículo da montadora alemã, que encontrou espaço para expandir suas atividades em outros países como o Brasil.

Assim o carro Kombi foi o primeiro veículo produzido pela Volkswagen no Brasil, ganhando diversas versões durante o seu período de produção que compreende o final da década de 1960 e até 2013, quando saiu de circulação.

Ao longo dos anos, foi possível conferir modelos bastante icônicos que mostraram o quanto a montadora alemã conseguiu reinventar o veículo acompanhando a evolução do mercado automotivo brasileiro.

Lançada em 1961, a clássica versão de 6 portas, logo chamou a atenção, se tornando uma raridade entre colecionadores. Apesar da inovação na carroceria, o modelo tinha limitações. A quantidade de portas e os bancos fixos impediam seu uso para transporte de cargas, mantendo-o exclusivamente para passageiros. A motorização era de 1.2 litro com 36cv, refrigeração a ar e atingia 94km/h.

Durante a década de 1980 foram feitas algumas modificações na parte mecânica dos modelos subsequentes da Volkswagen Kombi, como, por exemplo, carburação dupla, freios a disco nas rodas dianteiras, motor movido a gasolina, álcool ou diesel.

Já entre os anos 1990 e 2000, mais três edições foram lançadas, despertando o desejo de muitos motoristas.

A Kombi Carat, por exemplo, tinha um interior luxuoso graças ao revestimento em veludo dos bancos e espaço de sobra para 7 ocupantes sentarem confortavelmente. A injeção eletrônica dava ao veículo maior desempenho e ainda atuava na redução da emissão de gases poluentes na atmosfera. Sua cor, toda em vermelho, chamava a atenção.

Mais tarde, a Série Prata fez a sua estreia. A montadora decidiu disponibilizar apenas 200 unidades, que se esgotaram rapidamente.

Destinada para colecionadores ou empresas de transporte executivo, a nova Kombi vinha com diversos itens exclusivos, como vidros verdes, para-brisa degradê, grade, para-choque e aros com acabamento ?cinza cross?. Assim como no modelo Carat, essa versão também contava com injeção eletrônica multiponto, além de motor 1.6 de 8v com quatro cilindros e 58cv.

Em 2007, a Volkswagen lançou a edição comemorativa de cinco décadas do furgão, apelidada de Kombi 50 anos.

Sua pintura estilo ?saia e blusa? nas cores vermelho e branco logo chamou a atenção de colecionadores, da mesma forma que os vidros verdes, para-brisa degradê, piscas dianteiros com lentes de cristal, entre outros itens de série.

O encerramento da produção do carro Kombi aconteceu em 2013 com o anúncio da versão Last Edition, mais um marco na história do furgão. Dentre as principais modificações apresentadas nesse modelo estava a pintura no estilo ?saia e blusa? da versão de 50 anos, mas com a presença de faixas centrais nas cores azul e branca. Por dentro, todo o revestimento dos bancos possuía forração especial em vinil, enquanto as laterais, portas e porta-malas também tinham tons em vinil azul Atlanta. O sistema de som também ganhou LEDs na cor vermelha, além de permitir a leitura de arquivos MP3, entrada auxiliar e USB. Era, realmente, um veículo para fechar com chave de ouro o legado da Kombi no Brasil.


CABO DE VELA


Sua influência no correto funcionamento do automóvel

Você acorda pela manhã, se prepara para ir trabalhar e se depara com a chave do carro girando na ignição sem nenhuma resposta do veículo. Mesmo após várias tentativas, a única forma de descobrir a causa do problema é visitar um mecânico.

Já na oficina surge o diagnóstico: problema no sistema de ignição, mais precisamente no cabo de vela, que não é capaz de transmitir a corrente elétrica necessária para o motor funcionar adequadamente.

O primeiro passo para evitar que isso aconteça é estar ciente de que o cabo de ignição, assim como qualquer outra peça automotiva, precisa ser trocado periodicamente.

Sobre a substituição do jogo de cabo de vela, é recomendado que ela seja feita com base na consulta do manual do fabricante do carro, pois lá é possível verificar a quilometragem correta para troca. Alguns mecânicos recomendam que a peça seja trocada entre 20 e 40 mil quilômetros rodados.

Mesmo que atualmente os cabos tenham evoluído para versões feitas de silicone e borracha sintética, isso não impede que eles se desgastem, caso entrem em contato com as altas temperaturas do bloco do motor.

Na hora de trocar o cabo de vela, peça para o mecânico da sua confiança checar o estado de todo o sistema de ignição a fim de identificar outros possíveis problemas como consumo excessivo de combustível, perda da potência e falhas na partida.

Com esses cuidados em mente, você mantém seu veículo sempre em bom estado de conservação e garante a sua segurança e de toda a sua família.


ÚLTIMAS PÁGINAS E PRODUTOS VISITADOS
Volkswagen - Kombi - Cabos - Cabo de vela

JOCARA LOJA DO SEU CARRO
Central de atendimento
De 2ª a 6ª das 8:00 às 18:00 e sábado das 8:00 às 17:00
(horário de Brasília) - exceto feriados.


Telefone: (11) 3797-0777 (neste dia 25/01, devido ao aniversário de São Paulo, nosso atendimento não está funcionando)

Links úteis
A empresa e nossas lojas
Política de pagamento
Política de segurança e de privacidade
Trocas e devoluções
Minha conta
Meus pedidos
Central de atendimento
Mapa do site
Siga a Jocar


Blog  Facebook    Twitter  YouTube  
Nossas lojas em São Paulo-SP
LAPA - Rua Guaicurus, 87
PIRITUBA - Av. Gal. Edgar Facó, 1225
BUTANTÃ - Av.Corifeu de Azevedo Marques, 2657

Abertas de 2ª a 6ª das 8:00 às 20:00 e sábado das 8:30 às 17:00 - exceto feriados.

Site: www.jocar.com.br
Razão social: Jocar Peças e Acessórios para Veículos Ltda
CNPJ: 43.130.186/0005-30
Inscrição Estadual: 140.063.403.110
E-mail: sac@jocar.com.br
Os preços podem sofrer alterações sem aviso prévio.
A maioria das peças e acessórios que vendemos online neste site não são dos construtores dos veículos. Alguns produtos são das mesmas indústrias que fornecem para as montadoras, outros não.
Somente as peças que são da própria montadora aparecem com a descrição "Original" na descrição do produto. O uso das marcas e nomes das montadoras apenas serve para determinar o modelo do veículo sobre o qual se deve aplicar as referidas peças.